Amedronta ver 'a casa de um deputado ser arrombada no meio da noite, a mando de um ministro do STF', detona deputado José Medeiros (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em entrevista para o Jornal da Noite, na segunda-feira (05/04), o deputado federal José Medeiros falou sobre a resistência do Supremo Tribunal Federal (STF) de liberar os cultos e missas durante a pandemia, entre outros assuntos abordados como a suspensão de aulas no Rio de Janeiro atendendo aos pedidos do PT e do PSOL, o contrato milionário do programa Manhattan Connection com a TV Cultura e o pedido de impeachment dos ministros do STF Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes.

Segundo José Medeiros, é mais fácil um camelo passar pelo furo de uma agulha do que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, pautar o impeachment de algum ministro, pois a maioria dos senadores tem ‘medo’ da resposta do STF.

“Eu não acredito. E nem eu defendo que paute o impeachment do ministro Gilmar por ele ter pensado ao contrário. Eu penso que o debate de ideias tem que haver mesmo. O impeachment do ministro Alexandre eu defendo por quê? Eu defendo porque não se trata de ideias. Se trata de atentar contra a Constituição reiteradamente”, disse o deputado.

Medeiros ainda afirmou que Moraes está usando os inquéritos para manipular a eleição de 2022, bem como para perseguir o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro.

“Ele está aí com inquérito, perseguindo pessoas, perseguindo o presidente da República. Ele está [sic] querendo, com esse inquérito, influenciar nas eleições de 2022. Isso não é permitido”, esclareceu o parlamentar.

O deputado destacou que os senadores têm medo do Supremo, porém é um medo infundado, já que eles têm meios de se defenderem:

“(...) eu estive no Senado e ali é o seguinte: boa parte ali tem medo. Não é nem medo, é pavor. E eu, antigamente, os criticava muito. Depois do Daniel Silveira, eu começo a dar razão pra eles. Aliás, para os deputados eu dou razão, porque o Senado tem como fazer se respeitar.
Agora, que é de pasmar, que é de amedrontar, que é de fazer chover pra [sic] cima é a casa de um deputado ser arrombada no meio da noite, a mando de um ministro do STF, que é a Corte maior que deve zelar pela Constituição. Mas não acredito em impeachment”, finalizou o parlamentar.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar