Polícia prende Dr. Jairinho e mãe do pequeno Henry, por suspeita de assassinato do garoto

Ler na área do assinante

O vereador do Rio de Janeiro, Dr. Jairinho e Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, que morreu no dia 8 de março, foram presos nesta quinta-feira (8).

A suspeita de que o garoto tenha sido assassinado é bastante forte. A polícia descobriu que o vereador agredia o menino com chutes e golpes na cabeça e que a mãe tinha conhecimento dessas agressões, pelo menos desde fevereiro.

Dr. Jairinho e Monique, também são suspeitos de atrapalhar as investigações e ameaçar testemunhas para combinar versões.

Os mandados foram expedidos pelo 2º Tribunal do Júri da Capital.

A prisão é temporária, por 30 dias, mas pode ser revertida, com o avanço das investigações, para prisão preventiva.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar