Bolsonaro pede para que novo diretor-geral da PF reabra o caso Adélio

Ler na área do assinante

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro se reuniu com o novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, em Brasília.

Anderson Torres, novo ministro da Justiça, também participou do encontro, mesmo antes de sua posse.

Segundo informações, durante o encontro, o presidente garantiu a Maiurino toda liberdade de atuação, mas lhe fez um pedido: que descobrisse quem quis matá-lo.

O pedido é que a PF retome a investigação sobre a tentativa de assassinato ocorrida no dia 06 de setembro de 2018, em Juiz de Fora/MG, durante a campanha eleitoral, quando Adélio Bispo esfaqueou Jair Bolsonaro.

Nos dois inquéritos realizados pela Polícia Federal para investigar o caso, a conclusão foi de que Adélio Bispo planejou e executou o crime sozinho.

A PF agora aguarda uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para ter acesso aos celulares dos advogados que defenderam Adélio.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar