No Maranhão, PF faz operação contra fraude e superfaturamento em licitação de equipamentos de combate à covid-19

Ler na área do assinante

Nesta quinta-feira (08), a Polícia Federal deflagrou a operação ‘Tempo Real’, cujo objetivo é desarticular um grupo de ex-servidores públicos que, com a ajuda de ‘representantes de empresas’, teriam fraudado e superfaturado a aquisição de equipamentos para combate à covid-19, em São Luís, no Maranhão.

As investigações são sobre uma licitação ocorrida em abril de 2020, organizada pela Secretaria Municipal de Saúde de São Luís, para a aquisição de 20 mil máscaras FPP2, com um valor total de R$ 718 mil.

Na ação, 20 policiais federais cumprem 4 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de constrição patrimonial, expedidos pela 1ª Vara Federal de São luís.

“Os investigados também foram alvos de medidas cautelares diversas da prisão, consistentes na proibição de contratação com o poder público, proibição de acesso à Secretaria Municipal de Saúde e proibição de manter contato uns com os outros. Os elementos colhidos durante a investigação revelaram que funcionários da antiga gestão da Secretaria de Saúde, em conluio com empresários, fraudaram o contrato, montando o processo de contratação e elevando arbitrariamente os preços”, informou a PF.

Casos as suspeitas sejam confirmadas, os investigados responderão por fraude à licitação, superfaturamento e associação criminosa.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar