Senador Esperidião Amin “concorda” com Barroso, mas faz um alerta: “Tem que respeitar a fila” (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Mesmo para quem concorda com a decisão do ministro Luis Roberto Barroso, ele comete um erro crucial.

Existe uma ordem cronológica que deve ser respeitada. Essa é, por exemplo, a opinião do senador catarinense Esperidião Amin.

“O despacho do ministro Barroso que determinou que o Senado instale a CPI da Covid, não é o primeiro, há precedentes. Agora, as CPI's precisam ser instaladas de acordo com a ordem cronológica.
Por exemplo, a CPI da Lava Toga (fui um dos primeiros a assinar) está esperando vaga desde 2019. A CPI das Fake News estava em andamento e foi interrompida por razões sanitárias. A CPI sobre as ONG's que atuam na Amazônia, está na fila.
Então, o ministro Barroso está certo, mas tem que respeitar a ordem do Senado.”

Noutras palavras, até para quem acha que Barroso está certo, ele está errado.

Veja o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar