O que há por trás da decisão do ministro Alexandre de Moraes de suspender as obras da Ferrogrão? (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Atendendo a um pedido de liminar do PSOL, o ministro do STF, Alexandre de Moraes, suspendeu o projeto que prevê a construção da Ferrogrão, uma obra fundamental para o desenvolvimento do país e considerada prioridade absoluta pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

A equipe da TV Jornal da Cidade Online preparou uma reportagem especial a respeito, com roteiro do jornalista Uélson Kalinovski, mostrando o que há por trás dessa história.

A decisão de suspender o projeto gerou uma onda de repúdio no setor do agronegócio, que há décadas espera por essa obra.

A Ferrogrão vai custar 12 bilhões de reais, e substituir parte do transporte realizado somente por caminhões, em trajetos longos e que elevam o preço do produto e de toda a cadeia envolvida.

Outra vantagem é justamente a aceleração do processo, ampliando a capacidade de escoamento, tanto em velocidade quanto em quantidade, garantindo a economia de 20 bilhões de reais nos primeiros trinta anos de operação.

Nos últimos dois anos, na mesma medida em que o governo federal tenta fazer o país crescer e se modernizar, surgem ataques e obstáculos jurídicos para impedir.

E quase sempre pelas mesmas mãos, em um processo contínuo de interferência entre poderes.

Parece que a ausência de acordos escusos com empreiteiras, e o fim dos favores, comissões e negociatas é, para alguns, um bom motivo para o Brasil não dar certo.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar