Deputado aciona a PF contra Universidade Federal do Rio por ataque a Bolsonaro (veja o vídeo)

Painel de LED instalado no campus chamava presidente de 'genocida' e pedia 'vacina e pão'

Ler na área do assinante

A Polícia Federal vai investigar os responsáveis por instalar um painel de LED dentro do campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Praia Vermelha, para atacar o presidente Jair Bolsonaro. A denúncia foi feita pelo deputado estadual Anderson Moraes (PSL), no último sábado (10/04).

O equipamento eletrônico, com cerca de 3 metros de altura e 6 metros de largura, exibia frases como, “vacina no braço, comida no prato", “Bolsonaro é genocida” e "#ForaBolsonaro".

Para o parlamentar, a iniciativa de caluniar e difamar o presidente infringe a Lei 7170/83, de segurança nacional, ordem e política social.

Em vídeo postado nas redes sociais, Anderson afirma que o dinheiro público está sendo usado para “fazer palanque político para a esquerda”.

"Um ato criminoso dentro da universidade pública, que estava fazendo propaganda negativa sobre o governo. Quer dizer, são esses mafiosos envolvidos na Educação, usando o dinheiro da população para fazer palanque político para a esquerda. A PF vai tomar as providências porque não podemos aceitar essa balbúrdia dentro da UFRJ", criticou Anderson Moraes.

O painel foi uma das séries de intervenções que o Sindicato dos Trabalhadores em Educação da UFRJ (Sintufrj) promoveu na sexta-feira (9) contra o governo Bolsonaro, em diversos pontos da capital.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar