Ministro do STF revela o voto em 2018: O "poste" de presidiário

Ler na área do assinante

Em entrevista ao jornalista Kennedy Alencar, Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), revelou o seu voto nas eleições de 2018.

“Eu votei no Haddad, revelando meu voto. Sou um homem muito transparente. Por que votei no Haddad? Porque ele foi um bom prefeito em São Paulo. Porque ele, sendo eleito pelo PT, faria tudo ao alcance para recuperar a imagem do partido, que nós acreditamos no início que fosse um partido diferente dos demais. Por isso, votei em Haddad”, explicou.

Questionado sobre um eventual segundo turno entre o atual presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidiário Luis Inácio Lula da Silva, na próxima eleição, o magistrado disse o seguinte:

“Espero não estar diante dessa opção. Eu espero muito confiante."

Acrescentando, no entando, que o líder do PT “potencializou a tentativa de corrigir desigualdades”, o que o ministro chamou de “aspecto muito positivo”.

“Eu votei no ex-presidente Lula conscientemente”, confirmou.

Marco Aurélio acredita que Bolsonaro só foi eleito em "plebiscito a favor ou contra o PT, não a favor de Bolsonaro em si".

Mesmo assim, o ministro não se mostrou favorável a um eventual impeachment do ocupante do Planalto.

"Não sou a favor do impeachment de dirigente algum. A ordem natural não é essa. A ordem é a observância do mandato", finalizou.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar