Quando a Constituição é desrespeitada sistematicamente, a solução está nela mesma (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em tempos em que um poder se coloca no direito de interferir em todos os demais e não sente sequer vergonha de destruir os próprios princípios que o regem, é preciso ouvir novamente o renomado e respeitado jurista Ives Gandra Martins.

Circula um vídeo, desde meados de 2020, em que Gandra Martins, esclarece “o papel” do artigo 142 da Constituição Federal.

E, de tempos em tempos, é preciso mostra-lo novamente, para que a lição jamais seja esquecida, ainda que alguns colegas da área do direito, mais alinhados à esquerda, se esforcem para desmerecer a fala do jurista.

O foco da fala de Gandra está na garantia do respeito à própria Carta Magna, que tem entre suas principais atribuições a manutenção da autonomia entre os poderes, sem que um possa interferir no outro.

E quando um destes poderes se recusa a respeitar esta autonomia, invadindo competências, criando uma relação conflituosa, são as Forças Armadas que devem agir para repor a ordem.

Principalmente quando este mesmo poder ignora as leis e atropela setores internos do próprio judiciário, anulando processos e sentenças que levaram anos de trabalho duro e análises de provas para serem concluídos , soltando bandidos e sugerindo que os pilantras ainda tenham direito a exigir indenização, mesmo após lesar o país em bilhões de reais.

E, já que falamos em Forças Armadas, não custa nada lembrar que as mesmas respondem ao seu Comandante Supremo, no caso, o Presidente da República.

Veja o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar