Depoimento bombástico: Secretário de Saúde do AM isenta Pazuello e aponta os culpados da crise do oxigênio (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O secretário de saúde do Amazonas, Marcellus Campelo, destruiu mais uma podre narrativa da esquerda e da mídia do ódio, que tentava culpabilizar o governo federal pela crise do oxigênio no estado.

O então ministro foi totalmente isentado de qualquer responsabilidade.

No documento de 10 páginas que integra o inquérito aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar o episódio, Campelo jogou toda a culpa na empresa White Martins, principal fornecedora de oxigênio no estado.

O ex-ministro por mais de uma vez é apontado como alguém que se prontificou de imediato a auxiliar quando informado da crise.

As investigações precisam agora mirar a empresa White Martins e as suas ligações políticas.

Mais um espetáculo pode ter sido armado com o objetivo de prejudicar o Governo Bolsonaro.

Fica cada vez mais evidente que o ‘genocida’ não está no Governo Federal.

Vale lembrar que esse episódio no Amazonas foi preponderante para a criação da famigerada CPI da Covid.

Veja o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar