“É hora de encerrar o mais longo recesso remunerado da história do magistério”, adverte jornalista (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O jornalista, Augusto Nunes, comentou, no “Jornal da Record” sobre a necessidade de o Senado Federal aprovar o PL 5595/20, que proíbe a suspensão de aulas presenciais durante pandemias e calamidades públicas; exceto se houver critérios técnicos e científicos justificados pelo Poder Executivo quanto às condições sanitárias do Estado ou município.

Em apenas sete horas de discussão e votação no plenário da Casa, a Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (21), o texto que torna a educação infantil, os ensinos fundamental e médio e a educação superior serviços essenciais. Ou seja: aqueles que não podem ser interrompidos durante a pandemia.

O texto contempla ainda como estratégia para o retorno às aulas, critérios como prioridade na vacinação de professores e funcionários de escolas públicas e privadas e a prevenção ao contágio de estudantes, profissionais e familiares pelo novo coronavírus. Esse retorno deverá ter ações pactuadas entre Estados e municípios, com participação de órgãos de educação, saúde e assistência social.

O projeto define parâmetros de infraestrutura sanitária e disponibilização de equipamentos de higienização e proteção, incluindo máscaras, álcool em gel 70%, água e sabão, nos momentos de recreio, de alimentação e no transporte escolar.

O PL segue, agora, para o Senado Federal.

“O texto impedirá que o Brasil produza uma segunda geração de crianças traídas pelo “rombo” na formação escolar”, avaliou Nunes.

E completou:

“Só professores subordinados a sindicatos oportunistas, além e pais acovardados e com a boa renda mensal garantida, estão satisfeitos com a quarentena que, depois de tornar 2020 um ano perdido, já “engoliu” quase quatro meses de 2021”, ironizou.
“Tudo somado: é hora de encerrar o mais longo recesso remunerado da história do magistério”, disparou.
“Até, recentemente, só “escapavam” das aulas os maus alunos. Neste Brasil “do avesso”, são professores insensíveis que fogem da escola”, finalizou.

Confira o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar