Procurador que atuou na Lava Jato desafia Gilmar: "Gostaria de ler essa biografia"

Ler na área do assinante

Gilmar Mendes não esperava por essa…

Recentemente, o ministro afirmou:

“Se não zelamos por nossa biografia, zelemos pela biografia do tribunal.”

A frase não agradou nenhum pouco o procurador Roberson Pozzobon que atuou na Operação Lava Jato.

Em uma série de publicações em suas redes sociais, o procurador desafiou o ministro:

“...’Se não zelamos por nossa biografia, zelemos pela biografia do tribunal’, ministro Gilmar Mendes.
Interessante Sua Excelência mencionar isso.
E se o STF:
Julgasse todos os pedidos de suspeição de seus Ministros (às vezes o autorreconhecimento não vem).
Fosse mais Tribunal Constitucional e menos Corte Penal ou 4ª instância recursal;
Não aceitasse pedidos de vista a perder de vista (menos de ano certamente seria bom)
Não investigasse diretamente - por mais graves que eventualmente fossem - supostas infrações praticadas contra si (ser vítima, investigador e julgador ao mesmo tempo é esquisito né?!).
Não admitisse em seus processos a juntada de provas ilícitas, não fornecesse cópias de provas ilícitas, não permitisse o uso de provas ilícitas, inclusive para “argumentações laterais” do tipo, “não preciso nem estou usando esse ‘material’, mas vocês viram que…”
Gostaria de ler essa biografia.”

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar