“O Congresso Nacional não pode ser delegacia neste momento”, dispara Arthur Lira sobre a CPI da Covid (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, desta segunda-feira (26), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), reafirmou que não defende a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19.

A CPI será oficializada nesta terça-feira (27), com um mega “acordão” entre os oposicionistas que, por sinal, integram os principais cargos: Renan Calheiros (MDB-AL) seria o relator, Omar Aziz (PSD-AM) quer ser o presidente e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o vice.

Segundo Lira, os parlamentares têm de discutir as reformas econômicas e estratégias de combate ao coronavírus e não fazer o papel de “polícia”.

“O Congresso Nacional não pode ser delegacia neste momento”, pontuou.

E continuou:

“É perda de tempo. Uma CPI neste momento não vai diminuir o número de mortos em razão do patógeno, tampouco aumentar a quantidade de vacinas. Precisamos fazer leis que facilitem a vida dos brasileiros”, disparou Lira, mencionando a reforma tributária, cujo texto inicial será discutido na semana que vem. O parlamentar está acelerando os trâmites para a aprovação da medida.

Em entrevista à outra emissora, a CNN, no dia 20 de abril, Lira já havia comentado sobre a CPI e justificou por que era contrário à manutenção da Comissão.

“Neste momento de pandemia, eu vejo que não é a hora de estar apontando o dedo. Continuo não defendendo criação e instalação de CPI. Isso é ‘nuvem de fumaça” para palanque eleitoral”, explicou.
“Os culpados já estão postos. Quem tiver cometido erros vai pagar no seu devido momento, mas o tempo agora é de união, é de trabalharmos juntos, em votar matérias que produzam efeitos práticos, é de solucionar problemas que são mundiais no nosso país; para que a pandemia refrie-se”, argumenta.
“Então, os remédios têm que ser dados e mostrados, quando se há necessidade. Foi um sinal de alerta muito bem entendido por todos os componentes políticos de todo o país e eu sei que neste momento as bases estão se encaixando. Todos estão dando a sua contribuição, seu aspecto de detalhamento de contribuição; para que a gente chegue no foco bem produtivo. Um foco onde todos trabalhem juntos por uma solução que vai melhorar a vida de todos os brasileiros que passam por muita dificuldade nesse momento”, finalizou.

Confira o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar