Pobre Pacheco - Perfis fechados nas redes sociais, desculpas esfarrapadas e pinceladas de covardia

Ler na área do assinante

Só falta o senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Federal dizer que não existe viva alma neste país mais democrático do que ele. Lembra alguém, né?

Sob desculpas esfarrapadas e pinceladas de covardia, o presidente do Senado interrompeu escandalosa e inexplicavelmente todas as suas redes sociais. Pobre Brasil!!!

E se mostra um fraco, se não, infame, ao dar duas declarações diferentes para, em última análise, se posicionar sobre duas decisões da justiça. Pobre parlamento brasileiro!!!

A primeira, quando Luís Roberto Barroso ordenou a abertura de uma CPI para investigar o governo federal sobre a pandemia no Brasil. Em síntese, disse ele:

“É absolutamente inapropriada a instalação de uma CPI neste momento, mas vou cumprir a ordem do STF. Decisão judicial se cumpre”

A segunda decisão veio do juiz Charles Renaud Frazão de Moraes, da 2ª Vara Federal do Distrito Federal, que ordenou o impedimento do senador Renan Calheiros de ser o relator da tal CPI. Disse o inapropriado presidente de tão importante casa legislativa do Brasil:

"A escolha de um relator cabe ao presidente da CPI, por seus próprios critérios. Trata-se de questão interna corporis do Parlamento, que não admite interferência de um juiz. A preservação da competência do Senado é essencial ao estado de direito. A Constituição impõe a observância da harmonia e independência entre os poderes"

O que pensar de um político com esta postura? Pobre Brasileiro!!!

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Ler comentários e comentar