Militância petista tinha milhares de cargos fantasmas no governo, revela ministro

A decepção das pessoas com o PT, o partido que um dia representou a esperança de milhões de brasileiros, a cada dia ganha um fato novo e ainda mais surpreendente.


No minucioso ‘inventário’ que vem sendo feito na máquina pública pelo atual governo, além do gigantesco déficit, recentemente revelado, de acordo com o ministro chefe da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, descobriu-se que uma grande parte de militantes petistas detinha cargos fantasmas.

Somente na sua pasta, Geddel já identificou cerca de mil funcionários fantasmas. Pessoas nomeadas, que recebiam salário mensalmente e sequer compareciam ao local de trabalho, o que o ministro classifica de ‘uma herança de graves consequências para o país.’

Tudo o que está sendo apurado, deverá ser revelado brevemente para a nação, através de pronunciamento em rede nacional do presidente interino Michel Temer.

O trabalho, acrescentou o ministro, é dificultado pela ausência de informações nos arquivos oficiais. ‘Todos estão absolutamente abismados com as notícias que estão recebendo desse inventário, que está sendo feito apesar de todas as dificuldades, de não terem deixado dados, de não terem feito transição, de não terem deixado nada registrado em computadores. Uma coisa que eu chamaria de impatriótica.’

A entrevista do ministro foi concedida ao jornalista Josias de Souza, da Folha de São Paulo. O vídeo com a integra pode ser visto aqui: Clique aqui

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política