Por difamação contra o Governo, PF intima indígena que foi vice de Boulos

Ler na área do assinante

A indígena Sonia Guajajara, que foi candidata à vice-presidência na chapa de Guilherme Boulos, do PSOL. nas eleições de 2018, foi intimada pela Polícia Federal para depor em um inquérito, por fazer acusações difamatórias sobre o Governo Federal.

O inquérito em questão foi aberto a pedido da Fundação Nacional do Índio (Funai), com base na websérie Maracá, que fala sobre violações de direitos cometidas contra povos indígenas durante a pandemia de coronavírus.

A Funai aponta calúnia e difamação, assim como a propagação de fake news, no documentário.

“Não irão prender nossos corpos e jamais calarão nossas vozes. Seguiremos lutando pela defesa dos direitos fundamentais dos povos indígenas e pela vida”, disse Sonia, sobre a intimação.

Não procede a alegação da Guajajara. O esperneio certamente é porque não tem como provar suas declarações difamatórias.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar