Cúpula da CPI da Covid planeja levar Pazuello à exaustão, em depoimento na quarta

Ler na área do assinante

Integrantes da Comissão Parlamentar de Inquerito (CPI) da Covid-19 articulam, como no “Acordão”, um longo depoimento do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na quarta-feira (5). O objetivo é levar o general do Exército à exaustão; a fim de que cometa deslizes e diga à cúpula aquilo que eles querem ouvir para culpar o Governo Bolsonaro de ações e omissões no combate à pandemia.

O chamado “G7”, grupo formado por senadores “independentes” e de oposição que forma a maioria da CPI, é a de que Pazuello – que esteve à frente do Ministério da Saúde por quase um ano – não aguente à pressão e entregue informações que são consideradas “fundamentais” para a CPI. A ideia é fazer com que a oitiva do ex-ministro entre pela noite de quarta. O depoimento está agendado para começar às 10 da manhã.

Com o “arapuca” montada, o Governo Federal, claro, já tomou as suas providências: uma força-tarefa ajuda o ministro a organizar dados e informações que serão levados ao conhecimento dos “famintos” senadores.

Integrantes da CPI, ávidos por “palanque”, adiantaram que Pazuello será mais cobrado por alguns temas do que por outros. Um tópico na “agenda vingativa” dos parlamentares é o fato de o general não ter criado qualquer obstáculo para o incentivo do uso da hidroxicloroquina como medicamento para o tratamento da Covid.

Eles querem saber por que remédios “ineficazes” no enfrentamento da pandemia continuavam sendo distribuídos no Brasil. Além de indagarem sobre o aplicativo que auxiliava médicos a prescreverem o chamado “kit Covid”, o “TrateCov” e as supostas falhas da comunicação da pasta durante a crise.

Apesar do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) ter eximido o Governo Federal e o Ministério da Saúde de qualquer responsabilidade na crise sanitária do Estado, mesmo assim; o tema tende a ocupar um volumoso espaço nos questionamentos dos senadores.

Enfim, o circo está montado.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: CNN

da Redação
Ler comentários e comentar