Sorrateiramente, Renan planeja encontros com integrantes das Forças Armadas

Ler na área do assinante

Certamente as intenções de Renan Calheiros, na relatoria da CPI da Covid-19, são as piores possíveis.

E o fato é que o tenebroso senador alagoano vem buscando uma aproximação com militares das Forças Armadas, e usa como ‘moeda de troca’, a garantia de que as tropas não estarão no centro das investigações.

Por outro lado, o grupo denominado G7 na CPI da Covid, já discute a convocação do general Edson Pujol, ex-comandante do Exército.

Da mesma forma, os senadores preparam um longo depoimento do ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, na quarta-feira (5). O objetivo é levar o general do Exército à exaustão; a fim de que cometa deslizes e diga à CPI aquilo que eles querem ouvir para culpar o Governo Bolsonaro de ações e omissões no combate à pandemia.

O objetivo claro é atingir o presidente Jair Bolsonaro.

Entretanto, o Governo Federal está tomando as providências necessárias para fazer a sua defesa.

Em seu favor tem um ponto importantíssimo. A notória falta de credibilidade da cúpula da famigerada CPI, integrada pelos senadores Omar Aziz, Randolfe Rodrigues e Renan Calheiros.

Esse quadro caminha para transformar a CPI num circo, onde o grupo de palhaços será composto pelo trio acima mencionado.

É só aguardar...

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: CNN

da Redação
Ler comentários e comentar