Relatos selvagens de Araraquara: A fome está levando o povo a comer até os bichos de estimação dos vizinhos, diz presidente da Ceagesp (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em depoimento emocionante à TV Jornal da Cidade Online, Coronel Ricardo Mello Araujo, presidente da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) fez relatos estarrecedores sobre a situação de fome e miséria que a população de Araraquara (SP) está enfrentando, após o ‘tranca tudo’ do prefeito petista Edinho Silva.

No intuito de socorrer os cidadãos, a Ceagesp promoveu uma carreata da solidariedade, doando mais de 100 toneladas de alimentos, transportados em sete caminhões do Exército.

De acordo com o coronel, que acompanhou pessoalmente a doação, a população estava revoltada, e não é para menos, o prefeito chegou a fechar os supermercados da cidade – quando a fome apertou, teve gente até roubando o gato do vizinho para comer.

O prefeito de Araraquara, Edinho Silva, criticou a doação de alimentos feita pela Ceagesp, chamando de ‘ação publicitária’ do presidente Bolsonaro, dizendo que fome se combate todo dia, sem humilhar as pessoas. Em relação a essa declaração, Mello Araujo afirmou que o prefeito foi ‘infeliz’.

“O que eu vi, o que eu presenciei em Araraquara, parecia um filme, pós-guerra. Aquelas pessoas ali, depois de uma guerra, passando fome... Uma fila de milhares de pessoas, com necessidades. E as pessoas com muita fé. O que eu vi ali me impressionou. Principalmente os comentários. Eu andei nas filas. Eu não tenho dificuldade de andar no meio do povo.
Eu tenho certeza que esse prefeito não teria coragem de andar onde eu andei. Porque a revolta da população era gigantesca. E eu escutei de tudo. Uma das coisas que mais me marcou e chamou muito a minha atenção, foi uma pessoa falar assim: ‘Olha, o meu gato, ele saiu da minha casa e foi para a casa do vizinho. E o meu vizinho comeu o gato. Eu não tive condições de brigar com ele porque eu sabia que ele estava com muita fome’. Isso me marcou muito”, revelou.

Ao ser questionado se Araraquara é um exemplo de Venezuela, o coronel foi contundente ao responder: “Não era mais ou menos não. Eu posso falar que era. Eu saí andando para ver onde terminava a fila, e comecei a ficar preocupado. Parecia que a cidade inteira estava lá. Eu comecei, com o próprio microfone, a falar que as pessoas que estavam doando da Ceagesp, estavam doando de coração, mas a gente não sabia se ia atender a todos”, contou.

Para o coronel, aconteceu um verdadeiro milagre da multiplicação dos pães.

“Porque nós começamos a doar, a doar e a doar e não acabava a comida. Doamos e não acabava a comida e chegou um momento que não tinha mais gente. Todos receberam uma boa cesta. E tinha ainda mais comida e doamos para mais duas cidades vizinhas. Então, eu tenho a certeza que um milagre aconteceu ali”, frisou.

Tráfico e corrupção marcaram as gestões anteriores da Ceagesp

Com 32 anos de experiência na área de segurança pública, Coronel Mello Araujo foi indicado pelo presidente Bolsonaro para assumir a presidência da Ceagesp e, desde então, fez uma verdadeira revolução na companhia. Mostrando um gráfico inédito, Araujo comprovou que a Ceagesp amargava cinco anos de prejuízos, causados pela corrupção gigantesca.

“A companhia ficou cinco anos com milhões em dívidas. Eu cheguei em outubro de 2020 e estamos em 2021, no azul. Foram cinco anos com governo do PT, muita coisa errada. Há seis meses estamos conseguindo pagar as contas e ter dinheiro para investir em uma companhia que ficou vários anos sucateada. Essa empresa não foi fechada porque havia muito interesse, se roubou muito lá, estamos encaminhando vários documentos e provas para o Ministério Público e para a Polícia Federal”, ressaltou.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar