Vídeo demonstra que homem que vazou a ‘Coffee Break’ era íntimo da família Trad

A Operação ‘Coffee Break’ deflagrada pelo Gaeco em Mato Grosso do Sul no dia 25 de agosto de 2015, foi ‘vazada’ por um funcionário do Tribunal de Justiça.


As investigações efetivadas concluíram que uma pessoa de dentro do tribunal teria avisado ao então investigado Gilmar Olarte, que na época ocupava o cargo de prefeito de Campo Grande, sobre o andamento das investigações e a possibilidade de sua prisão.

Uma semana antes da operação, avisado pelo espião, Olarte ingressou com Habeas Corpus preventivo no STJ, logo após ser avisado que os pedidos de busca e apreensão, condução coercitiva e suspensão do exercício da função pública, haviam sido protocolados na Corte estadual.

O Gaeco chegou ao nome do servidor Mauro Lino Alves Pena, através de perícia realizada no celular do hoje réu Gilmar Olarte.

Um vídeo postado no Youtube demonstra o grau de intimidade da família Trad com o servidor.

No vídeo o deputado estadual Marquinhos Trad discursa durante evento de comemoração do aniversário de Mauro, numa chácara de propriedade deste.

Marquinhos exalta a ‘amizade leal’ de Mauro e transmite ao aniversariante ‘um beijo do Nelson Trad, do Nelsinho, do Fabinho, do Marquinhos, da minha mãe e das minhas irmãs’, encerrando a fala e trocando um caloroso abraço com o ‘espião’.

A flagrante atuação de Fábio Trad nos autos, mesmo sem procuração para tal, as articulações de Nelsinho Trad para a efetivação do 'golpe político' contra Campo Grande desvendado pelo Gaeco e, agora, o discurso emotivo de Marquinhos Trad, denotam a clara possibilidade do trio de irmãos ter efetuado a ligação entre Olarte e o tal funcionário do Poder Judiciário.

Por oportuno, apenas reforçando os fortes laços de amizade, o filho de Mauro Lino, conhecido como 'Pitu', trabalha na assessoria de Marquinhos Trad.

Lívia Martins

liviamartins.jornaldacidade@gmail.com 

Veja o vídeo, postado no Youtube pelo ‘Blog do Nélio’

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Foco MS