"Mídia do ódio" acusa Bolsonaro de "comentário racista", mas é desmentida pela própria "vítima" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O jovem Maicon Sulivan usou seu perfil nas redes sociais para desmentir o boato gerado por matéria publicada no G1, na última quinta-feira (06), de que teria sofrido racismo por parte do presidente Jair Bolsonaro.

Maicon publicou um vídeo, nesta sexta-feira (07), explicando que a brincadeira feita por Bolsonaro, em relação ao seu cabelo, faz parte da intimidade com o presidente, e que sempre há brincadeiras quando se encontram:

“Isso não o faz racista. Até porque eu dei liberdade, e da mesma maneira eu tenho liberdade para fazer brincadeiras com ele. Não é a primeira vez que eu o encontro, nem a segunda, nem a terceira”, fez questão de esclarecer Maicon.

O jovem, visivelmente irritado por ter sido usado em uma narrativa que distorce os fatos para prejudicar o presidente, pede, no vídeo, que os internautas denunciem a reportagem e que não deixem o boato se espalhar:

“Denunciem essa matéria vamos fazer algum tipo de processo, tira print, pelo amor de Deus, posta. Para isso não render”, pede ele.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar