Mulher que já foi presa por racismo volta a atacar vizinhos em Santos: “Negra porca”

Ler na área do assinante

Uma nutricionista de 56 anos é investigada pela polícia por escrever ofensas racistas contra vizinhos, em Santos, litoral de São Paulo. Ela já tem passagem na polícia por ameaça e injúrias raciais. Chegou a ser presa, mas foi solta.

O novo ataque se refere a uma de suas vizinhas, que já foi ofendida em outras ocasiões, como "preta retinta", "porca", "maloqueira" e outros xingamentos de baixo calão.

A nutricionista costuma ofender as pessoas do prédio em que mora, colocando na porta do próprio apartamento ofensas racistas. Em outra ocasião, ela se referia aos negros como pessoas de "espírito imundo" e "excrementos da sociedade". Foi registrado um boletim de ocorrência contra ela, na época, por ameaça, injúria e difamação no 7º DP de Santos.

No dia 5 de maio, ela foi presa por tentar ofender e agredir as vizinhas, mas foi solta na audiência de custódia. Neste domingo (10), o zelador do edifício, Arilton Souza de Carvalho, revelou que uma vizinha da nutricionista está sendo vítima de novo ataque. Ela ainda não registrou BO na delegacia, mas está procurando apoio jurídico.

O próprio zelador também já foi alvo das mensagens racistas.

Todos os crimes registrados pela Polícia Civil serão incluídos no Inquérito Policial (IP) já em curso, para análise do juiz e do Ministério Público (MP).

A nutricionista deverá ser enquadrada no artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal, injúria racial e no crime de racismo, previsto na Lei n. 7.716/1989.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: G1

da Redação
Ler comentários e comentar