Governo não suporta ‘tranco’ do MTST e novamente cede à pressão

O governo do presidente interino Michel Temer já demonstrou a sua característica mais evidente: não suporta o mínimo de pressão.


Suas decisões podem ser mudadas rapidamente, de acordo com a reação da população ou em função da ação dos movimentos populares.

Nesta quarta-feira (1º) o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocupou o hall do prédio onde está o escritório da Presidência da República na capital paulista.

Os manifestantes protestavam contra a suspensão de parte do programa Minha Casa, Minha Vida. 

Segundo o Ministério das Cidades, foi uma medida de cautela, pois as autorizações foram assinadas e publicadas no último dia do governo anterior e sem os recursos necessários para o atendimento. 

Pois bem, após a invasão do prédio, o Ministério das Cidades divulgou, no início da noite de ontem, nota dizendo que o titular da pasta, Bruno Araújo, determinou a edição de uma nova portaria que retoma as contratações de unidades habitacionais da modalidade Entidades do Programa Minha Casa Minha Vida.

‘Com isso, segue a contratação gradual de mais de 10.000 casas do Programa. Outras 13.900 unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida, modalidade Entidades, estão em fase de contratação’, diz a nota.

Os invasores, militantes do MTST, comemoraram a vitória.

Na manhã desta quinta-feira (2) começaram a desocupar o prédio.

Fica o questionamento: O governo teve medo, o governo tinha mentido ou os recursos repentinamente apareceram?

Assim, perde a credibilidade, vide Dilma.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política