Professora reencontra bebê que sobreviveu à ataque em creche de Saudades (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Os pais de Henrique, Adriana e Diego Hubler, de 1 ano e 8 meses, conheceram Aline Biazebetti, uma das pessoas que ajudaram a salvar a vida do menino; depois que a creche foi atacada pelo estudante Fabiano Kipper Mai, na terça-feira (4). O rapaz entrou armado com uma espada de samurai na escola e desferiu, pelo menos, cinco golpes em cada uma das vítimas. Três bebês e duas professoras morreram na hora.

“A gente só tem a agradecer (a ela) e Deus. Deus está acima de tudo. Deus é Todo-Poderoso”, disse, emocionado o pai do menino.

E acrescentou:

“Pais, orem por seus filhos, sempre”.

Aline mora próximo da creche invadida por Fabiano. Ela ouviu os gritos e correu para ajudar. Ao entrar na creche, ela encontrou o mecânico Ezequiel, que já tinha conseguido retirar de dentro da escola duas crianças. Foi ele que entregou a ela o pequeno Henrique. A professora levou o menino, imediatamente, ao hospital e, assim, conseguiu salvar a vida do bebê.

“Ele tava bem machucado e sangrando muito... Eu nunca vou esquecer o olharzinho dele pra mim. Ele não chorava. Ele me olhava assim, com um pedido de socorro: ‘por favor, me ajuda. O tempo todo ele ficava me olhando. Quando eu entrei lá dentro (hospital) já, coloquei em cima da maca e as enfermeiras vieram ajudar”, lembra.

Henrique é o único sobrevivente das seis vítimas da creche Aquarela, no município de Saudades (SC). Ele recebeu alta do Hospital de Chapecó, no domingo (9), e está se recuperando em casa.

Confira o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar