Bia Kicis peita Barroso na questão do voto impresso auditável: "É um desrespeito ao Parlamento" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

A deputada federal Bia Kicis criticou a campanha que vem sendo realizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal e atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, contra o voto impresso auditável.

“O ministro está gastando dinheiro do contribuinte para fazer campanha contra o voto impresso. Isso é um absurdo!”, criticou ela.

Comentando o fato de ter convidado o ministro para um debate sobre a implementação do voto impresso, convite recusado por Barroso com a alegação de que o caso está no Parlamento, Bia comentou a série de críticas feitas pelo TSE ao projeto, principalmente após a instalação da Comissão da Câmara para dar prosseguimento à PEC:

“Se ele não tem que cuidar disso, se o TSE é um órgão que executa a eleição, […] ele não tem que pagar 3 milhões para fazer campanha contra uma PEC que está sendo analisada no Congresso. Isso é um desrespeito ao Parlamento”, disse ela.

Kicis questionou a tentativa de oposição aos trabalhos do Congresso por parte do Poder Judiciário, com a utilização de dinheiro do contribuinte:

“Ali é o palco do debate. Estamos construindo uma emenda à Constituição Federal, e o ministro está gastando dinheiro do contribuinte para fazer campanha contra. Isso é um absurdo!”, declarou a parlamentar.

De fato, a deputada tem razão. A atitude do ministro é lastimável.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar