O compromisso com a verdade é uma formalidade esquecida pela “CPI dos horrores”

Ler na área do assinante

Com o depoimento de Pazuello, fica claro que a CPI da Covid não é nada além de uma tentativa tosca de instituir uma "caça as bruxas". Ou melhor, uma caça AO BRUXO, já que o foco exclusivo é o governo Bolsonaro.

Não existe qualquer preocupação com as vidas perdidas, muito menos com as fortunas desviadas da verba da pandemia.

Isso já era óbvio, afinal, os "inquisidores" têm ligações muito próximas com aqueles que, se os estados fossem investigados com seriedade, tornariam-se inevitavelmente réus.

O compromisso com a verdade é uma formalidade esquecida pela comissão.

A verdade, aliás, é um detalhe inconveniente, que teima em contrariar o propósito do circo armado.

As perguntas tendenciosas e ensaiadas, já previamente escritas e decoradas, têm como objetivo SOMENTE criar uma NARRATIVA IDEOLÓGICA, já que não conseguirão qualquer prova JURÍDICA contra o alvo.

Uma palhaçada, financiada com dinheiro dos contribuintes brasileiros, atendendo aos interesses estrangeiros - daqueles que guiam as coleiras dos nossos adestrados parlamentares.

A única prova inequívoca, se é que ainda existia qualquer dúvida sobre isso, é a de que o Senado Federal é um prostíbulo.

Nada além!

"A corrupção dos governantes quase sempre começa com a corrupção dos seus princípios." (BARÃO DE MONTESQUIEU)

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar