Pazuello “janta” os senadores e General Heleno oferece a "sobremesa" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O general Augusto Heleno, ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, em reunião com deputados, afirmou que a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), pode acompanhar e fiscalizar os eventuais desvios de recursos e malfeitos que foram efetuados com as verbas distribuídas pelo governo federal a estados e municípios durante a pandemia:

“É um órgão de inteligência que pode ser solicitado pelo presidente da República, que verifique o que aconteceu com as verbas que foram destinadas a estados e municípios. Isso não tem nada de ilegal ou irregular, isso e perfeitamente válido que aconteça”, explicou o ministro.

A fala de Heleno veio em resposta ao deputado federal Leo de Brito (PT-SC), que questionou reportagem da Revista Crusoé sobre o fato de que Bolsonaro teria solicitado à ABIN, que coletasse dados relacionados a irregularidades na pandemia nos âmbitos estaduais e municipais.

O comentarista político da Rádio Jovem Pan, Guilherme Fiuza, apoiou a iniciativa de Heleno:

“O Poder Federal no Brasil tem que fazer uma devassa na gestão da pandemia em todos os estados. Não e só em dinheiro não, não e só em respirador não e só em hospital de campanha, em dados [...] Tem que ver se foram manipulados. Governador que foi afastado pelo covidão, você acha que ele não pode ter manipulado dados e apresentado, sobre a pandemia, no estado dele? Eu acho que pode, porque suspeito ele já é. E mais, as formas de restrição que foram impostas ao povo brasileiro, à sociedade brasileira, de maneira devastadora, que já tem uma herança maldita e que vai levar muito tempo para se recuperar, isso também tem que ser apurado”.

Enquanto o general Pazuello “janta” os parlamentares na CPI da Pandemia, o general Heleno quer oferecer a oferecer uma sobremesa com gosto amargo e difícil de digerir para os parlamentares que insistem em defender seus aliados políticos nos estados e municípios.

Como disse o senador Marcos Rogério, é a CPI da Cortina de Fumaça.

Veja o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar