Girão acua Aziz, denuncia desvios no Nordeste e pede para ouvir o responsável na CPI, um ex-ministro de Dilma (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Na última sessão da CPI da Pandemia, na quinta-feira (20), o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) fez um agradecimento ao ex-ministro General Pazuello, que foi ainda um alerta sobre o que está acontecendo, de fato, no teatro armado pela oposição contra o governo de Jair Bolsonaro.

Girão lembrou um episódio em que os estados do Nordeste, incluindo o seu, o Ceará, passaram por uma situação de sufoco, após a compra de respiradores, por meio do Consórcio do Nordeste, que nunca foram entregues, mesmo após o pagamento milionário:

“Foi um momento muito difícil para o povo de minha terra, o povo cearense; onde o Consórcio Nordeste recebeu um calote de 750 respiradores. Um de 400 respiradores da empresa Pulsar, por 204 mil reais cada respirador; a segunda compra da empresa Hempcare – e não me pergunte o que tem a ver maconha com COVID-19 e com respirador porque não sei responder – e isso vou perguntar quando a gente tiver aqui, se os colegas permitirem que a gente busque a verdade, o presidente desse consórcio, o Dr. (Carlos) Gabas, que foi ministro da Dilma".

Girão, prosseguiu:

“General Pazuello, quando o senhor naquele momento estava ali coordenando a logística, com o ministro (Nelson) Teich, eu tive a oportunidade de agradecer, porque o Ministério da Saúde, imediatamente após esse calote, teve a sensibilidade de cobrir esses respiradores para os estados”.

O reconhecimento de Girão mostra que a CPI está sendo utilizada apenas para atacar o governo, sem provas e com base em narrativas, em uma campanha política antecipada. Mas é também uma cobrança direta ao presidente do colegiado, senador Omar Aziz, que ainda não respondeu à solicitação de convite para que Carlos Gabas seja ouvido.

Aziz, entretanto, tem se omitido, em conluio com Renan Calheiros, e Randolfe Rodrigues, relator e vice-presidente da CPI, respectivamente, e ignorado os inúmeros pedidos de parlamentares da base governista, que querem a investigação de crimes reais no âmbito da pandemia.

São governadores, prefeitos, representantes, empresários e servidores que precisam dar explicações, para que ocorra a devida investigação e a punição dos criminosos, doa a quem doer.

Veja o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar