Falso médico escreve “potaciu” em receita, é desmascarado e ONG que o contratou é obrigada a bani-lo

Ler na área do assinante

Aleksandro Gueivara, que se dizia médico no Rio de Janeiro, foi descoberto por erros de português em receita. O estrangeiro foi pego na mentira porque “escorregou” feio na escrita da língua portuguesa.

Gueivara atuava em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Engenho Novo, na Zona Norte do Rio; quando foi desmascarado após cometer um erro ortográfico em uma receita médica. Como ele não fala fluentemente o português e não sabia como usar o sistema da UPA, ele fez uma prescrição manual. O erro ocorreu na palavra “potássio”, que ele escreveu “potaciu”, chamando a atenção dos colegas, que já suspeitavam do diploma dele.

O falso médico também mostrava desconhecimento de procedimentos básicos, como receitar remédios porque ele não tinha CRM. O homem foi denunciado e afastado das atividades na semana passada e, agora, é investigado pela polícia. Gueivara já foi banido do cadastro da ONG que o contratou.

Também na semana passada, um estudante de Medicina que abandonou a faculdade por falta de recursos foi preso em uma UPA. Itamberg Saldanha, que dava plantão na unidade de Realengo, usava carimbo e informações de um outro profissional.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: JPNews

da Redação
Ler comentários e comentar