Violência no Rio: “Temos 81% das comunidades dominadas por narcoterroristas e 19% por milicianos”, revela deputado (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Profundos conhecedores da realidade dramática do Rio de Janeiro, os deputados estaduais Marcio Gualberto e Anderson Moraes comentaram a decisão do Supremo Tribunal Federal, que adiou o julgamento de um recurso sobre a realização de operações policiais no estado durante a pandemia.

Márcio Gualberto, que também é policial civil, revelou em detalhes a situação das comunidades:

“Hoje, nós temos no estado do Rio de Janeiro 1.413 comunidades dominadas pelo crime. Destas, 828 são dominadas pelo Comando Vermelho, 267 são dominadas pelo Terceiro Comando Puro e mais de 50 pelos Amigos dos Amigos. Temos 81% dominadas por narcoterroristas e 19% por milicianos”, esclareceu.

Ele também falou que o poder de fogo dos traficantes tem aumentado.

“Temos uma média de 40 mil fuzis nas mãos de criminosos, o mesmo número ou o dobro de pistolas. Isso não nos impressiona mais, pois é a realidade do estado. Realidade que não foi levada em consideração quando o ministro Edson Fachin, em Brasília, dentro de um gabinete, confortavelmente, interveio na segurança pública do estado. Uma intervenção injusta, indevida e de costas para a realidade. As favelas e morros são compostos por 99.9% de pessoas honestas, trabalhadoras, mas que vivem subjugadas pelos narcoterroristas”, lamentou o parlamentar.

CPI: INVESTIGAR ESTADOS E MUNICÍPIOS

Os parlamentares comentaram ainda sobre a possibilidade da CPI, finalmente, começar a investigar estados e municípios. O deputado Anderson Moraes alertou sobre o caso do Rio de Janeiro.

“Aqui nos municípios, tudo que aconteceu é uma grande vergonha. Só para o estado do Rio, no ano de 2020, o presidente Bolsonaro mandou R$ 3 bilhões”, apontou Moraes.

Referindo-se ao governo de Wilson Witzel, ele afirmou que “existia um plano de roubar R$ 1 bilhão da população”.

Para o deputado Márcio Gualberto, a comissão tem uma finalidade muito clara:

“Buscar uma maneira de tirar o presidente da República de uma forma ilícita e imoral”, completou.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar