Omar Aziz age como "ditador", acusa parlamentares e derruba requerimentos (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O senador Omar Aziz, presidente da CPI criada para incriminar o presidente Jair Bolsonaro, está derrubando todos os requerimentos apresentados pelos parlamentares da base governista, para convidar prefeitos, governadores e especialistas para depor no colegiado.

Há uma série de vídeos que já circulam mostrando os embates entre os senadores e Aziz, que atua de forma ditatorial e mal-educada, sem qualquer critério e com a clara intenção de abafar toda e qualquer tentativa de desconstrução da narrativa criada e já pré-estabelecida pelo senador Renan Calheiros em seu relatório.

Em um dos vídeos, o senador debate de forma baixa com o senador Eduardo Girão, o chamando de oportunista, e o acusando de querer impedir que fossem investigado o motivo do país não ter comprado vacinas. (Nota: já são mais de 280 milhões de vacinas adquiridas pelo governo, e o país é o quarto que mais vacina no mundo).

No outro, até mesmo o requerimento para que o Silas Malafaia comparecesse à CPI foi retirado da pauta por Aziz, sob a desculpa de que pastor teria muitos seguidores. De fato, são milhões, em todos os canais oficiais e mídias digitais, daí o medo de Omar.

O medo de Aziz e de seus comparsas, representados nas figuras de Randolfe Rodrigues e de Calheiros é uma vergonha para o Senado Federal.

As graves acusações de Aziz a Girão deveriam ser investigadas e levadas ao conselho de ética do senado.

O presidente da casa, Rodrigo Pacheco precisa vir a publico e se pronunciar a respeito.

Veja os vídeos:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar