Sheherazade é condenada em ação por chamar agentes penitenciários de criminosos

Ler na área do assinante

A jornalista Rachel Sheherazade, de 47 anos, foi condenada a indenizar, por danos morais, em relação a um vídeo divulgado em 2019, em que chamava agentes penitenciários de “criminosos”. Esta é apenas uma das dezenas de ações que ela responde por todo o país sobre o caso. O conteúdo controverso fez com que sindicatos e profissionais da área buscassem a Justiça contra a apresentadora.

No vídeo que ela gravou em casa, Sheherazade faz comentários críticos sobre o massacre de presos em Altamira, no Pará, alegando que “até mesmo policiais, que são agentes da lei, se bandearam para o lado da criminalidade”.

Os comentários críticos da comunicadora não passaram despercebidos e começaram a “pipocar” uma enxurrada de processos contra ela por todo o país.

A ação, que corre na 6ª Vara Cível do Foro Regional de Barueri, em São Paulo, é cabível de recursos. A jornalista deverá pagar a quantia de R$ 10 mil ao agente penitenciário João Paulo de Assis, que atua no Centro de Detenção Provisória Dr. Calixto Antonio, localizado em São Bernardo do Campo (SP).

Raquel Sheherazade não quis comentar o assunto e disse que todos os processos estão com seus advogados.

"O que tiver de ser feito, meus advogados vão fazer."

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: UOL

da Redação
Ler comentários e comentar