Sarney, fanfarrão, diz em nota que dedicou 60 anos de vida pública ao país

Só pela ‘nota’ Sarney merece a tornozeleira.


Dizer que dedicou 60 anos de vida pública ao país é de uma canalhice juramentada.

José Sarney sempre foi um político caolho, que só enxergava o seu lado e o de sua famigerada família.

Os seus filhos, especialmente Roseana, souberam seguir com competência o péssimo exemplo do ex-presidente.

O governo de Sarney notabilizou-se por incontáveis acusações de corrupção, superfaturamento e irregularidades em concorrências públicas.

O controle da mídia foi sucateado entre os amigos do rei, com farta e desenfreada distribuição de concessões públicas de rádio e TV.

O povo brasileiro viveu uma época maldita, mergulhado numa terrível recessão, onde a inflação atingiu limites absurdos.

Após deixar a presidência, totalmente impopular, sem condições de continuar na vida pública pelo seu estado, o Maranhão, onde as pessoas o conheciam, mudou o domicílio eleitoral – uma prática totalmente ilegal – e candidatou-se a senador pelo Amapá.

Na realidade, comprou o mandato. Ficou durante 24 anos no cargo, negociando duas reeleições.

Finalmente, depois de tudo que aprontou, sua conduta malévola começa a aparecer aos olhos da Justiça.

Vejam abaixo a estúpida nota divulgada por esta figura repugnante.

 Nota de José Sarney:

‘Estou perplexo, indignado e revoltado.

Dediquei sessenta anos de vida pública ao País e à defesa do Estado de Direito. Julguei que tivesse o respeito de autoridades do porte do Procurador Geral da República. Jamais agi para obstruir a Justiça. Sempre a prestigiei e fortaleci. Prestei serviços ao País, o maior deles, conduzir a transição para a democracia e a elaboração da Constituição da República.

Filho de magistrado e de membro do Ministério Público, mesmo antes da nova Constituição promovi e sancionei leis que o beneficiam, inclusive a criação da Ação Civil Pública e as mudanças que o fortalecem, sob a liderança do Ministro Sepúlveda Pertence, meu Procurador Geral e patrono do Ministério Público.

O Brasil conhece a minha trajetória, o meu cuidado no trato da coisa pública, a minha verdadeira devoção à Justiça, sob a égide do Supremo Tribunal Federal.

José Sarney’

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Comentários

Mais em Política