“Estou vendo um candidato ladrão falando que vai dar 600 reais. Por que não deu lá atrás?”, elucida Bolsonaro (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Durante live semanal, o presidente Jair Bolsonaro comemorou a criação de empregos formais e lamentou a perda de renda dos informais causada por medidas restritivas impostas por governadores e prefeitos de todo o Brasil. Ele lembrou que foi o auxílio emergencial que socorreu as pessoas que trabalhavam na informalidade e perderam toda a renda.

Bolsonaro fez duras críticas ao ex-presidente e ex-presidiário, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), rebatendo as afirmativas de que dará 600 reais “quando for presidente”.

“Estou vendo aí um candidato ladrão, falando que vai dar 600 reais quando ele for presidente. No ano passado, nós gastamos com auxílio emergencial mais do que os oito anos do governo dele. Por que não deu lá atrás? Vai continuar mentindo para a população? Se aquele cara não mentir, vai fazer o quê?”, disparou.

O presidente lembrou que os recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) financiaram obras em outros países. Em compensação, o desempenho dos governos petistas foi nocivo ao Brasil porque a maior parte das ações que se comprometeram a realizar ficaram inacabadas.

“Quebraram o Brasil, praticamente. Só o BNDES quase meio trilhão de reais (investiu) obras em dezenas de países, obras maravilhosas. E, lá, eu não preciso concluir obras porque ele (Lula) concluiu. Ele não concluiu aqui, no Brasil”, denuncia.
“Ele fez transposição. Não de água, de grana”, concluiu.

Confira o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar