Delegado do caso de estupro no RJ, será investigado e pode perder o cargo

O delegado Alexandre Thiers está definitivamente fora da caso de estupro coletivo da menor do Rio de Janeiro. Um caso que ganhou manchetes no mundo inteiro.

A saída definitiva de Thiers ocorre nove dias após ele ser afastado das investigações. 

Thiers foi acusado pela adolescente de 16 anos de tê-la culpado pelo abuso.

‘O próprio delegado me culpou. Quando eu fui à delegacia eu não me senti à vontade em nenhum momento. Eu acho que é por isso que muitas mulheres não fazem denúncias. Tentaram me incriminar, como se eu tivesse culpa por ser estuprada’, disse a adolescente.

Para o delegado, sua atitude poderá ter consequências mais sérias.

O Ministério Público já determinou que Thiers seja investigado por crime previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, que submete criança ou adolescente a vexame ou constrangimento. A pena varia de seis meses a dois anos de prisão. 

Para tanto, todos os policiais que atuaram nas investigações deverão depor, além da mãe da vítima de da advogada que acompanhou o caso.

Uma eventual condenação poderá acarretar na perda do cargo de delegado.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Policia