O fundo do poço da Globo: Ninguém quer ver as ceroulas de Bonner

Ler na área do assinante

Ainda durante a programação vespertina da Rede Globo, nesta quinta-feira (10), o rosto do jornalista William Bonner, âncora do Jornal Nacional, surgiu na telinha com o aviso de que “teria um anúncio importante a fazer para o telespectador durante o noticiário, que iria ao ar horas mais tarde”.

O fato repercutiu nas redes sociais e muita gente resolveu acompanhar, dando uma ajuda à audiência da programação, em queda livre já há alguns meses. O blocos foram passando, um a um, e nada de anúncio, enquanto aumentavam as especulações – Seria aposentadoria? Uma possível candidatura a um cargo político?

Afinal, o que seria tão impactante, a ponto de ser anunciado em cadeia nacional?

E ao final do jornal, Bonner finalmente anunciou:

“A partir de hoje no intervalo da programação a Globo vai dividir com você, a intimidade de nós jornalistas”, disse o âncora, e prosseguiu explicando que o público passaria a ver momentos exclusivos de suas conversas e convivência em bastidores, bate papo com familiares e etc, sob a justificativa de mostrar que jornalistas também são pessoas comuns, trabalhadores … e bla bla bla.

Sim, era este o anúncio importante, que mais parece uma derradeira tentativa de apelo ao emocional do telespectador, que já não perde tempo assistindo aquilo que não lhe agrada ou parece verdadeiro, como as notícias divulgadas pelo próprio Jornal Nacional. Na tentativa de manter a audiência, a Globo busca no estilo de programação de maior sucesso ao longo da história da emissora, a telenovela, uma forma de reinventar o jornalismo.

Os jornalistas, que aliás, se tornaram especialistas em encenar e representar, quando deveriam apenas informar com imparcialidade, transformam-se definitivamente em atores, personagens de suas próprias histórias “editadas” para parecerem perfeitas.

O que a emissora de Roberto Marinho (que deve estar se revirando no túmulo) insiste em não enxergar, é que ninguém mais suporta novelas e fantasias, em um país sedento por verdades e fatos. O povo está cansado de mentiras e jogos políticos. E ninguém quer ver “as ceroulas” de William Bonner.

A Globo mostra que pode ir ainda mais baixo do que o fundo do poço!

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar