A nova tramoia da Globo: "Vitimizar" jornalistas para que possam continuar atacando o governo (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O comentarista político Adrilles Jorge, da Jovem Pan, bateu forte na Rede Globo depois que a emissora carioca anunciou que vai passar a mostrar os bastidores do trabalho e da vida dos jornalistas, em um “apelo emocional barato para tentar humaniza-los”, dado o quanto queimaram as próprias imagens em coberturas jornalísticas absurdas e carregadas de ódio esquerdista.

“A globo se transformou em um órgão militante, anti-conservador, anti-bolsonarista, provavelmente por questões financeiras, pois o presidente da República cortou o dinheiro da publicidade institucional federal”, disse Adrilles.

O analista também citou o que teria queimado a imagem dos jornalistas da Globo:

"Sistematicamente tem feito um jornalismo mal feito, que deturpa fatos, como as manifestações pró Bolsonaro no dia do trabalho, colocando falas do Ciro Gomes e do Lula.
A gente vê aquela matéria insidiosa que implica Bolsonaro como se fosse potencial assassino de Marielle. A gente vê eles atribuindo mortes e genocídio a Bolsonaro, a questão do intenso engano da campanha do fique em casa que ceifou empregos”.

E completou:

“A vítimas de fato, concretamente, são as hostes eventualmente bolsonaristas, jornalistas presos, torturados, médicas sendo humilhadas em CPIs, uma serie de vitimas circunstanciais que estão sendo apagadas pela Rede Globo, com narrativa militante para além de um jornalismo”

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar