Com "medo" da motociata em BH, Kalil faz "ameaça"

Ler na área do assinante

Alexandre Kalil, prefeito de Belo Horizonte, declarou que não quer motociata em sua cidade.

Kalil ainda ameaçou multar o presidente caso participe do evento sem utilizar máscara.

O prefeito disse que Bolsonaro seria "muito bem recebido" em caso de uma visita à prefeitura, em respeito à hierarquia democrática, mas que o presidente faria "um grande favor ao povo" se resolvesse não ir à BH.

“Vou multá-lo devido à máscara. O comício não posso evitar, se não vira guerra campal. Mas falar que estará atrapalhando o serviço dos outros, eu posso falar. (...) Se não vier, é um grande favor que estará prestando ao povo de BH”, declarou Kalil.

Ao comentar sobre uma possível retirada da obrigação do uso de máscara, Kalil deixou claro que não quer ouvir falar no assunto:

“Não vou permitir a retirada. Eu recebi uma ordem do STF (Supremo Tribunal Federal) que quem cuida da cidade é o prefeito. Eu não vejo qual é a vantagem. Para quê falar isso agora? Qual é a utilidade? Ao menos que tenhamos um estudo comprovando que a máscara não tem utilidade, o que não temos”, declarou ele.

Ao que parece, o "ditador de BH", assim como o de São Paulo, o "ditador da calça apertada", está é com medo do massivo apoio que o presidente Jair Bolsonaro irá receber da população.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar