Bolsonaro pede quebra de sigilo telefônico de advogados de Adélio e aperta o cerco contra mandantes da facada

Ler na área do assinante

Jair Bolsonaro entrou com novo pedido para quebra do sigilo telefônico dos advogados do presidiário Adélio Bispo, autor da tentativa de assassinato contra o presidente, na campanha eleitoral em 2018.

Segundo a petição encaminhada pelo advogado de Bolsonaro, Frederick Wassef, na terça-feira (15) a justiça deve rever a de quebra dos sigilos em função do que chamou de “circunstâncias atípicas” na contratação da defesa do autor (Adélio).

Wassef utiliza como justificativa no texto da peça, que a Policial Federal colheu uma série de documentos e depoimentos que permitem deduzir circunstâncias atípicas a respeito das finanças do Sr. Adélio Bispo de Oliveira e do processo de contratação do escritório para a defesa, que não ocorreu por “solicitação de familiares ou amigos do investigado” ou dele mesmo e sequer em caráter pro bono — quando os serviços são prestados em caráter voluntário.

Em resumo, há pessoas físicas ou jurídicas que contrataram os serviços dos advogados para defender Adélio, e que pagam pelos mesmos. Quem seriam estes, tão interessados em manter o autor da facada em Bolsonaro, não só protegido pela justiça, como em silêncio?

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar