Aziz "surta" com a falta de Carlos Wizard e pede "condução coercitiva e apreensão de passaporte" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O empresário Carlos Wizard decidiu não comparecer a CPI da Covid, nesta quinta-feira (17).

Wizard tem um habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal para não responder a perguntas que poderiam incriminá-lo.

O presidente da CPI Omar Aziz "surtou" com a decisão de Wizard e determinou uma série de medidas contra ele.

Entre as medidas, estão a retenção do passaporte e a "condução" do empresário ao Senado.

O empresário certamente irá recorrer.

Aziz pode ficar ainda mais desmoralizado.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar