Bolsonaro garante que próximo ministro do STF será cristão: "Indicarei um irmão nosso, evangélico" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Ao participar da comemoração dos 110 anos da Assembleia de Deus no Brasil, em Belém, no Pará, na última sexta-feira (18), o presidente Jair Bolsonaro fez uma declaração emocionada.

Ao falar aos presentes, Bolsonaro lembrou sua trajetória até a Presidência da República, agradecendo a Deus pelas conquistas:

“Agradeço a Deus pela minha segunda vida. Quando um militante tentou me assassinar, em Juiz de Fora, fui salvo por um milagre. Por Ele e pelas orações de vocês. Agradeço a Ele pela minha missão. O Brasil sempre esteve sedento de verdade.
Hoje, temos um governo que não só fala, mas pratica a verdade. Estamos completando dois anos e meio sem um ato sequer de corrupção no Governo Federal. Isso não é virtude. É obrigação. Tanto fizeram para me tirar o mandato, mas quem me colocou lá foi Ele.
Eu só saio de lá se Ele quiser. Não adianta fazer CPI se o objetivo da mesma não é investigar quem recebeu recursos, mas quem enviou recursos”, desabafou ele.

Bolsonaro aproveitou, ainda, para comentar a atual situação pela qual o país vem passando, e como o governo federal vem enfrentando as adversidades:

“Vivemos um momento difícil. Muitas pessoas perderam a vida. Temos de enfrentar a realidade. Meu governo não destruiu empregos, não humilhou a população. Sempre defendi a vida. Temos um país maravilhoso.
Ninguém tem o que nós temos. Tenho colaborado para ajudar a mudar certas classes que dominam o Brasil.
Nunca devemos perder a humildade, a crença e a fé. Acredito em Deus acima de tudo, mas tenho em vocês, povo do Brasil, o norte que devo seguir. O que for vontade de vocês, eu e meu governo seguiremos. Meu objetivo é deixar um país muito melhor do que o que recebi em janeiro de 2019”.

Bolsonaro também lembrou e reafirmou o compromisso que fez com os evangélicos, de indicar um cristão para o Supremo Tribunal Federal:

“Há quatro anos, fiz um compromisso com os evangélicos do Brasil. Indicarei um irmão nosso, evangélico, para que o Senado aceite o seu nome e encaminhe para o Supremo Tribunal Federal. Um irmão nosso, em Cristo”.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar