CPI dos horrores entra na fase “Casos de Família” e de "Testes de DNA do Ratinho"

Ler na área do assinante

Quando um(a) "ex" pede para depor numa investigação contra você, já sabem o que esperar né?

Provas pra quê? Basta ser "ex" que já tem toda a moral do mundo para falar mal do investigado...

A CPI já estava baixo nível, imagino que na próxima semana vamos ter depoimentos estilo "Casos de Família" e "Teste de DNA do Ratinho".

Todas as forças estão alinhadas para derrubar o título de governo honesto e arrastar JB à vala comum dos corruptos que já comandaram o Brasil.

Inimigos, invejosos, opositores, ex-mulher e outras almas opacas, todos aliados com a mídia para espalhar as acusações como rastilho de pólvora e para dar mais veracidade às narrativas, temos os Senadores da República atuando como a vizinha que passa o dia na janela.

Vamos viver o ápice da "Resistência" nas próximas semanas que culminará com o relatório final da CPI pedindo a cabeça de Jair Bolsonaro e seu entorno.

Minha sugestão de quem acompanha de perto a rotina do Congresso Nacional: aguardem 24 horas antes de acreditarem nas narrativas que ouvirão pela TV. Em via de regra, todos os "crimes" cometidos pelo atual governo são desmascarados (com provas) no dia seguinte, assim como foi com as narrativas absurdas de símbolos nazistas sendo marcados nos corpos dos opositores; no caso do leite condensado; no caso da compra das vacinas que nunca aconteceu, etc...

Paz & Ciência!

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Foto de Raquel Brugnera

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Ler comentários e comentar

Notícias relacionadas