Senador explica sequência dos fatos e desmonta narrativa da Covaxin (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em entrevista ao jornalista Luís Ernesto Lacombe, na Rede TV, o senador Marcos Rogério (DEM-RO), disse que o deputado Luis Miranda e seu irmão, o funcionário do ministério da Saúde, Luis Ricardo, inventaram uma narrativa e, mesmo após tomarem ciência de que não havia erro na negociação entre o governo e a Bharat Biotech, na negociação de compra da vacina Covaxin, preferiram ignorar.

O parlamentar narrou a sequência dos fatos, explicando que na chegada da primeira nota ocorreram alguns erros formais e que foi a partir deste documento que iniciou-se um grande fake news, com a narrativa de superfaturamento, em função do volume de 300 mil que constava na nota a um valor de 45 milhões de dólares, mas que na verdade eram 300 mil caixas com 10 doses cada, chegando a 3 milhões de doses, a 15 dólares cada.

“Eles vão no sábado com o presidente falam de outros assuntos e no meio da conversa falam dessa situação. O presidente chama o ministro da Saúde na segunda-feira e diz verifica o que tem nisso. Verifica-se que esta diante de questões formais, a empresa é notificada terça e quarta-feira, tudo ajustado”
“Eles passam muito tempo e depois vem com a narrativa apresentando o primeiro documento. Os outros documentos ele não apresenta, então é uma grande narrativa.”

Agora resta saber qual a punição ao deputado que mente deliberadamente para prejudicar um governo e ao seu irmão, servidor público, que concordou em levar a mentira adiante.

Veja o vídeo:

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faca a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar