Bolsonaro desmonta, de novo, a farsa sobre a Covaxin: "Só um imbecil como Renan Calheiros leva essa narrativa pra frente” (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em sua tradicional live de quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro voltou a desconstruir a farsa criada pelo deputado federal Luis Miranda e por seu irmão, o servidor público Luis Ricardo Miranda, sobre o possível esquema de corrupção na compra da vacina indiana Covaxin.

Didático, o presidente mostrou, ponto a ponto, cada uma das acusações e esclareceu que mesmo um governo muito corrupto, jamais conseguiria praticar um crime como este sem ser pego no flagra.

“Me acusaram de comprar 400 milhões de doses de vacinas com um superfaturamento de mil por cento. Como, segundo eles, eu pagaria 150 dólares por vacina, a 5 reais o dólar, a compra seria de Trezentos bilhões de reais!”…

E complementou:

“Só um imbecil como Renan Calheiros, um hipócrita como o Omar Aziz e um analfabeto como o Randolfe leva essa narrativa pra frente”.

Bolsonaro explica ainda a MP assinada por ele mesmo, em dezembro do ano passado, liberando o máximo de 20 bilhões de reais para a compra de vacinas e ainda todo um sistema de filtro dentro do próprio ministério da Saúde, na Anvisa e na Controladoria Geral da União, que acusariam, de imediato, qualquer tentativa de fraude e corrupção.

A esquerda, desesperada e sem argumentos para derrubar Bolsonaro, entretanto, segue com a narrativa! Resta saber se “vai segurar o tranco” quando não tiver mais pra onde correr!

Veja o vídeo:

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar