PTB entra na ação petista que quer impor linguagem neutra nas escolas de Santa Catarina

Ler na área do assinante

O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) ingressou com ação no Supremo Tribunal Federal, contra a Ação Direta de Inconstitucionalidade 6925 do Partido dos Trabalhadores (PT), que tenta derrubar a decisão do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, proibindo o uso da linguagem neutra, ou não-binária de gênero (como, por exemplo, “todxs”, “todes” e “elu”) nas escolas e nos órgãos públicos eu estado.

A ação do PT tenta derrubar o Decreto 1.329, assinado por Moisés em 15 de junho, alegando que o mesmo viola os princípios e dispositivos constitucionais e fere o direito à educação nos moldes estabelecidos pela Carta Magna.

O PT diz ainda que a norma viola os princípios da igualdade, da não-discriminação e da dignidade humana, argumentação que o PTB considera esdrúxula e que irá combater com seu pedido para participar como amicus curiae (amigo da corte) na ação.

Sorteado para julgar o processo, o ministro Kassio Nunes Marques deve decidir se o decreto do governo de Santa Catarina é ou não inconstitucional.

Nunes, indicado por Jair Bolsonaro para o STF e que tem adotado postura mais conservadora, deve apresentar seu voto nos próximos dias, mas o mesmo será analisado também pelos demais membros da Corte.

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar