Globo sofre duro "golpe" e Câmara põe fim ao "monopólio" esportivo da emissora

Ler na área do assinante

Na última quarta-feira (14), a Câmara dos Deputados concluiu a votação do projeto de lei conhecido como Lei do Mandante.

Aprovado com 432 votos a favor,17 contra e 2 abstenções, delega ao clube que joga em casa, o direito de negociar a transmissão da partida.

Segundo o relator, o deputado federal Júlio Cesar Ribeiro, o PL beneficiará os clubes, que poderão organizar sua própria transmissão.

“A mudança abrirá a possibilidade de uma disputa comercial mais democrática entre as emissoras, o que tende a beneficiar não apenas os clubes, mas toda a sociedade brasileira, que terá a oportunidade de acompanhar mais partidas, com clubes mais diversificados, em diversos canais de televisão”, declarou Ribeiro.

Em 2020, o presidente Jair Bolsonaro já havia editado uma medida provisória no mesmo sentido, mas o então presidente da Câmara, Rodrigo Maia, deixou o prazo de validade do texto expirar sem que fosse votado pelo plenário.

A lei traz uma enorme dor de cabeça à Rede Globo que, com o duro "golpe", vê o monopólio esportivo que estabeleceu por décadas ir por água abaixo.

Os últimos "surtos" do narrador Luís Roberto, do comentarista Walter Casagrande e o áudio vazado de Galvão Bueno exalando todo o seu descontentamento, certamente era uma prévia do que estava por vir...

A "mamata" acabou e a Globo já repensa, inclusive, a maneira como fará as transmissões esportivas.

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar