“Esquerdalha” prova do próprio veneno e o Voto Impresso Auditável continua de pé

Ler na área do assinante

A política tem suas artimanhas… Todo mundo sabe.

Foi exatamente o que a oposição utilizou ontem para convocar uma reunião extraordinária a fim de “enterrar” o Voto Impresso Auditável.

Entretanto, a “esquerdalha” não contava com o velho ditado:

“O feitiço se volta contra o feiticeiro”

Embasado no regimento da própria Câmara dos Deputados, o presidente da Comissão do Voto Impresso, Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), encerrou a sessão.

O relator da PEC do Voto Impresso Auditável, deputado Filipe Barros (PSL-PR), pediu para fazer alterações no texto base apresentado.

Como o regimento estabelece que é direito do relator tal pedido, a sessão foi devidamente encerrada e a votação será marcada para outra oportunidade.

Diz o artigo 57 do regimento interno da Câmara:

“[s]e ao voto do Relator forem sugeridas alterações, com as quais ele concorde, ser-lhe-á concedido prazo até a reunião seguinte para a redação do novo texto”

A esquerda chora novamente e o Voto Impresso Auditável ainda está de pé!

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar