Feriadão de São João na Câmara é zombar da boa fé do povo brasileiro

Sob forte pressão da bancada do Nordeste, o presidente em exercício Waldir Maranhão (PP/MA) acaba de decretar que a próxima semana será de "recesso branco", uma espécie de feriado na Câmara dos Deputados, para que Suas Excelências possam celebrar as Festas de São João em suas bases eleitorais.


É importante destacar: desde a última segunda-feira (20), a Câmara dos Deputados está esvaziada por conta dos tradicionais festejos juninos na região Nordeste do Brasil, culminando neste 24 de junho, dia de São João. Esse vazio é considerado "normal", ainda que seja apenas malandragem. Mas, neste 2016 o ilustre Waldir Maranhão decidiu inovar e declarar o feriadão parlamentar entre 27 de junho e 1º de julho.

Aliás, cumpre aqui outro detalhe sórdido: em tese, a partir de 04 de julho começa o recesso do ano legislativo e a Câmara dos Deputados só voltará a funcionar em 1º de agosto. É um escárnio!

Em números rápidos, teremos a seguinte conta: nos meses de junho e julho, a Câmara dos Deputados do Brasil só trabalhará por reles 13 dias úteis.

De acordo com levantamento realizado pelo portal Congresso Em Foco, apenas com salários, benefícios e penduricalhos de parlamentares e assessores, a Câmara dos Deputados consome cerca de R$ 86 milhões por mês [Fonte: veja aqui]. Ou seja, serão R$ 172 milhões abocanhados dos cofres públicos dos otários nacionais pagadores de impostos e jogados na lixeira da vagabundagem.

Em tempo de gravíssima crise política-econômica, isso não é apenas vergonhoso ou alienação. É barbárie! É crime!

Viva São João... dos Pilantras!

Helder Caldeira

http://www.ipolitica.com.br/

da Redação

Comentários

Mais em Política