Jornalistas, não mexam com juízes. Eles são intocáveis

O Supremo Tribunal Federal (STF) precisa imediatamente se posicionar sobre o que vem ocorrendo no estado do Paraná, envolvendo magistrados e jornalistas do jornal ‘Gazeta do Povo’, de Curitiba.


Reportagens jornalísticas que mostravam os salários dos magistrados paranaenses acima do teto constitucional, pagos pelo Tribunal da Justiça/PR com dinheiro público, motivaram uma série de ações dos juízes contra os jornalistas.

Foram propostas 41 ações contra os cinco jornalistas responsáveis pelas publicações, nas mais diferentes comarcas do estado.

Os profissionais estão sendo obrigados a abandonarem suas atividades para comparecerem às audiências, sob pena de decretação da revelia.

Todas as reportagens foram feitas com base nos portais de transparências dos órgãos do Judiciário.

O jornal entrou com uma reclamação no Supremo Tribunal Federal (STF), mas a liminar foi indeferida. A Gazeta do Povo recorreu e ainda aguarda o resultado.

O que se vê é uma ação orquestrada tentando impedir o direito de informação, uma agressão à liberdade de imprensa.

Juízes não são deuses, mas esses do Paraná se julgam a própria divindade.

Ops! Espero que não me processem...

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça