Delação de Marcelo arrebenta com instituições e partidos políticos

Quando Emílio Odebrecht ameaçou derrubar a República caso o filho, Marcelo, fosse preso, ele não estava blefando, estava dizendo absolutamente a verdade sobre o conteúdo do que poderia ser revelado.


‘Terão de construir mais 3 celas: para mim, Lula e Dilma’, chegou a dizer o bilionário empresário.

E Marcelo foi preso, mas, acreditando que algo seria feito para livrá-lo dos abomináveis tentáculos da Operação Lava Jato, permaneceu calado, amargando mais de um ano de encarceramento. Um horror para um sujeito nascido em berço esplêndido e que até então só conhecia um lado da vida, repleto de luxo e riqueza.

Após a condenação, pressentindo que o seu calvário seria longo, Marcelo finalmente resolveu falar.

A delação em curso tem trazido enorme preocupação para os investigadores da Lava Jato.

O entendimento é de que o impacto será devastador, não poupando nada e nem ninguém, nenhum Poder da República e nenhum partido político.

Existe inclusive o receio de sua homologação pelo STF, tão bombásticas são as revelações.

Não foi a toa que um dia o juiz Sérgio Moro clamou pelo apoio popular.

Edmundo Zanatta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça